langage change

Immigration Bureau of Japan

sp menu

A execução do documento mandante da retirada compulsória, repatriação e saída do país pelo pago privado

ADOBE READER

A execução do documento mandante da retirada compulsória, repatriação e saída do país pelo pago privado

1 A execução do documento mandante da retirada compulsória

Quando o documento mandante da retirada compulsória é entregado, o guarda de imigração tem que mostrar o documento mandante da retirada compulsória ou essa cópia ao estrangeiro forçada a retirar e fazer a repatriação do estrangeiro rapidamente.

E quando não podemos fazer a repatriação do estrangeiro entregado o documento mandante da retirada compulsória” Hitaikyo-kyoseisha” de nosso país rapidamente, podemos internar aquela pessoa na casa de detenção de imigrantes, no lugar de detenção do departamento de imigração local e outro local apontado pelo Ministro de Justiça ou o chefe do inspetor recebida essa delegação até o tempo possível de repatriação.

2 Repatriação

  1. (1) O lugar de repatriação

    O lugar de repatriação de Hitaikyo-kyoseisha é em princípio o país onde a nacionalidade ou o direito de cidadão dele se pertence, mas quando não podemos fazer repatriação ao país da nacionalidade etc, pelo desejo da pessoa em si,

    1. a. O país onde residia mesmo antes de entrar a nosso país
    2. b. O país onde tinha residido antes de entrar a nosso país
    3. c. O país onde se pertence ao porto embarcado ao navio etc. para nosso país.
    4. d. O país onde se pertence a terra natal
    5. e. O país onde se pertencia essa terra natal no momento de nascimento
    6. Outro país

    A repatriação a algum país acima é feita.

    Entretanto, apesar de que a pessoa em si deseja a repatriação a algum país entre ① e ⑥, não podemos fazer a repatriação se o país parceiro não admite a aceita.

    Exceto que o Ministro de Justiça admite o lucro ou a segurança pública de nosso país danificado pelo estrangeiro, o país do lugar de repatriação não inclue o país com a área regulada pelo Tratado de Refugiados Artigo 33 Cláusula 1 (isto é o princípio de non-refoulement), ou a área provável esposta a ameaça da vida ou a liberdade pela razão da opinião política.

  2. (2) O jeito de repatriação

    Repatriação é classificada em grosso a três formas (a saída do país pelo pago privado, a repatriação encarregada pelo negociante de transportação e a repatriação pelo pago nacional. A repatriação pelo pago nacional é feita pelo imposto precioso do cidadão todo e tentamos prevenir a infringência de Nyukan-ho (incluindo trabalho ilegal, imigração ilegal e permanência ilegal.) Pois assim, nós encorajamos Hitaikyo-kyoseisha possível fazer a saída do país pelo pago privado o mais possível e tomamos o meio da repatriação pelo pago nacional e procuramos fazer a repatriação sem dificuldade só para a pessoa cuja repatriação é difícil porque não pode obter a passagem aérea para regresso ou a despesa para regresso ou particularmente a pessoa cuja repatriação ceda seria necessária sem falta ao partir de consideração humanitária.

    Quem é correspondido “a repatriação encarregada pelo negociante de transportação “, é,

    1. a. A pessoa recusada a desembarcação no processo da inspeção de desembarcação geral
    2. b. A pessoa forçada a retirar do Japão, correspondendo a algum entre Nyukan-ho Artigo 24 Número 5 e Número 6-2.

    Das pessoas forçadas a retirar correspondendo a cada Número 1 de Nhukan-ho Artigo 24 dentro de 5 anos de desembarcação, quando é confirmado que o negociante de transportação conhecia o fato da razão da retirada compulsória deles no momento de desembarcação deles certamente, essas pessoas são correspondidas a esta repatriação.

3 A saída do país pelo pago privado

  1. (1) A permissão da saída do país pelo pago privado

    Hitaikyo-kyoseisha não só tem a vontade de retirar de nosso país mas também tem o passaporte, a passagem aérea, seu dinherio privado etc. Sob tal situação, o presidente da casa de detenção de imigrantes e o chefe da inspetor têm que poder confirmar a saída certa carregada a despesa por si detalhadamente.

  2. (2) O requisito necessário para repatriação

    Para realizar a saída do país rápida pelo pago privado, é necessário ter o passaporte válido, a passagem aérea possível embarcar até o lugar de repatriação ou dinherio privado da soma possível obter a passagem aérea até o lugar de repatriação.